Gerenciamento de resíduos: veja como reduzir o lixo na construção civil com 4 práticas

Caminhão poliguindaste descarregando uma caçamba de entulho em uma obra, simbolizando o gerenciamento de resíduos na construção civil.

Um dos setores mais responsáveis pela produção de lixo no mundo é o da construção civil. Dessa forma, quando não existe a preocupação com um gerenciamento de resíduos adequado, esse fator se torna um problema ambiental.

Além de gerar elevada quantidade de materiais residuais, a construção civil também é responsável pelo uso de recursos naturais. Assim, podem ocorrer impactos imensuráveis ao meio ambiente, que colocam em risco a vida de todos nós.

Por isso, uma das principais tendências para esse setor é a implantação de maneiras que ajudem na economia de recursos e redução da produção de resíduos, com objetivo de promover a sustentabilidade. 

A seguir, você vai conhecer as 4 principais formas de reduzir o lixo na construção civil por meio do gerenciamento de resíduos.

4 principais formas de reduzir o lixo na construção civil

O gerenciamento de resíduos é uma etapa indispensável para o planejamento de uma obra. Os restos encontrados na construção civil são divididos em:

  • Resíduos da Construção e Demolição (RCD);
  • Resíduos da Construção Civil (RCC). 

Essas siglas representam todos os pedaços que não serão utilizados, advindos de reformas, demolições, construções e obras.

O Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA) é o órgão responsável pela Resolução 307, de 5 de julho de 2002 — documento que estabelece as obrigações relacionadas à gestão de materiais excedentes. 

A seguir, confira 4 formas de realizar o gerenciamento de resíduos na obra.

1. Investimento em layouts produtivos

A primeira forma de realizar o gerenciamento de resíduos na construção refere-se ao investimento em layouts produtivos e bem planejados.

A disposição física deve ser pensada com objetivo de auxiliar a comunicação entre os profissionais de diferentes setores, reduzindo a produção de lixo. Assim, além de diminuir o impacto ambiental, deverá existir um aumento na produtividade e melhoria na segurança da obra.

Essa prática apresenta soluções inovadoras para eliminar o desperdício. Desse modo, é possível entregar um trabalho de qualidade e com menores custos — consequentemente, aumentando os lucros.

2. Revisão dos processos logísticos

Outra boa prática de gerenciamento de resíduos na construção é por meio da revisão dos processos logísticos.

Este sistema vai além da simples compra e recebimento de materiais. É preciso entender a importância da logística reversa, garantindo o retorno dos insumos à cadeia produtiva. Um dos melhores exemplos para isso é a reciclagem.

3. Capacitação da equipe

A melhor forma de fornecer soluções inovadoras para as empresas é oferecer capacitação da equipe.

Investir no conhecimento dos profissionais é fundamental para realizar mudanças positivas. Além disso, os cursos e palestras também servem como forma de engajamento dos colaboradores, o que proporciona aos integrantes sentirem-se parte da empresa.

4. Investir em materiais sustentáveis

Utilizar produtos sustentáveis é outro meio de reduzir o lixo em obras. 

Devido às inovações na construção civil, existem diversas opções de materiais ecológicos. Assim, ao utilizá-los, é possível facilitar o trabalho realizado nas obras e contribuir com o meio ambiente, além de oferecer segurança, durabilidade e modernidade à obra.

Como exemplo desses materiais, temos os acabamentos fabricados a partir da madeira plástica ou reciclagem do Poliestireno Expandido (EPS), como revestimentos, rodapés, rodatetos, boiseries e guarnições.

Benefícios do gerenciamento de resíduos

Sabemos que o principal benefício do gerenciamento de resíduos na construção civil é a preservação do meio ambiente. Contudo, são diversas as vantagens de adotar um processo de gerenciamento de lixo, como:

  • redução de custos com destinação, processos e matérias-primas;
  • redução nos custos com equipamentos e pessoal;
  • otimização do processo de gestão de resíduos;
  • redução nos riscos de acidentes e contaminações;
  • ganhos em limpeza e higiene no ambiente de trabalho;
  • aumento da produtividade na distribuição de equipes;
  • contribuição para metas de sustentabilidade corporativa e Aterro Zero;
  • certificações e premiações;
  • aumento no valor percebido sobre a marca.

Como pudemos notar ao longo da leitura, o gerenciamento de resíduos na construção civil vai além da escolha sobre onde descartar o material que não será mais utilizado. Na realidade, uma boa gestão desses resquícios envolve questões que contribuem para a economia, segurança e sustentabilidade de todo o planeta. Dessa maneira, não deve ser tratado apenas como obrigação das construtoras

Gostou dessa leitura? Então, aproveite para conferir porque os resíduos de isopor são tão especiais!

  • Santa Luzia Brasil BRA
  • United States USA
  • Santa Luzia Europa Europa
  • Blog Santa Luzia USA
  • Youtube Santa Luzia
  • Facebook Santa Luzia
  • Instagram Santa Luzia

    SUSTENTABILIDADE POR PRINCÍPIO

  • Santa Luzia - Green Building Council
  • Santa Luzia - Green Building Council Brasil
pt_BRPT_BR