ESG na construção civil: por que é tão importante?

ESG em projetos de construção civil.

A sustentabilidade está em pauta nos últimos anos e, com isso, afeta os diversos setores da economia, incluindo a construção civil com as chamadas green buildings. Nesse sentido, o termo ESG passou a ter maior relevância, mas você sabe o que é esse conceito e por que ele é tão importante?

Entender sobre o tema é fundamental para se manter competitivo no setor de construção e acompanhar o mercado. Pensando nisso, preparamos este conteúdo para esclarecer o papel do ESG na construção civil e sua relevância no mercado. Continue a leitura e confira!

O que é ESG?

A sigla ESG se refere a três conceitos distintos, que são considerados os pilares da sustentabilidade: Environmental, Social and Governance

Em português, eles poderiam ser traduzidos como meio ambiente, sociedade e governança corporativa. Assim, no mercado, o termo se refere a empresas, investimentos e empreendimentos que trazem impactos positivos no mundo.

Para entender melhor o conceito, confira detalhes sobre cada um de seus aspectos:

Ambiental

Esse pilar se refere à forma como uma empresa se relaciona com os recursos naturais. Afinal, elas têm um papel essencial na preservação ambiental. 

Nesse sentido, há temas que ganham maior relevância, como:

  • gestão de resíduos;
  • fornecedores parceiros;
  • emissão de gases poluentes;
  • geração de energia renovável;
  • pegada de carbono.

Portanto, um negócio ESG é aquele que adota tecnologias e práticas que visem a preservação ambiental e redução dos impactos das operações na natureza. Vale destacar que, em longo prazo, a adoção de práticas sustentáveis costuma trazer resultados positivos em relação à produção e ao faturamento da empresa.

Social

Apesar de a sustentabilidade ter bastante relação com o meio ambiente, a natureza não é o único fator relevante. Construir uma sociedade sustentável também exige preocupações com o meio social, ou seja, impactos relacionados à cultura e a rotina da empresa, considerando questões como a desigualdade, por exemplo.

Aqui, alguns fatores se tornam essenciais:

  • fomento à educação;
  • cultura e saúde;
  • manutenção de uma relação respeitosa com todos os participantes (empregados, sócios e comunidade);
  • garantia de direitos aos trabalhadores e consumidores;
  • entre outros.

Medidas de segurança no trabalho, suporte às famílias e uso consciente dos dados também são importantes.

Governança

Por fim, a governança corporativa tem uma grande relação com:

  • transparência na gestão;
  • boas práticas contábeis;
  • regularidade fiscal;
  • transparência nas atividades;
  • entre outros.

Assim, engloba os assuntos que se relacionam com a administração, controle e direção do negócio.

Nesse cenário, as medidas anticorrupção e a criação de políticas organizacionais — alinhadas aos altos níveis de governança — também são relevantes. 

Vale destacar que as empresas que desejam abrir seu capital na bolsa de valores brasileira, a B3, também são classificadas pelo seu nível de governança, devendo atender a requisitos mínimos para que seja possível oferecer suas ações no mercado.

Como o ESG se relaciona com a construção civil?

ESG aplicado em construções.

Após conhecer o conceito, é fácil entender de que maneira o ESG se relaciona com a construção civil. 

O motivo é simples: uma parcela considerável dos recursos naturais são extraídos para atender esse setor. Ademais, o segmento tem um grande potencial em relação à geração de resíduos.

Basta pensar no número de caçambas utilizadas para retirar os entulhos e materiais durante cada obra. Nesse ponto, também é preciso considerar o volume de resíduos diante de demolições e reformas. Contudo, avaliando os processos e buscando meios de otimizar o uso de recursos, é possível reduzir a quantidade ou, ao menos, garantir a destinação correta.

Por exemplo, diversos itens podem passar por processos de reciclagem para ter outros usos, diminuindo a necessidade de extração de recursos da natureza. Ao mesmo tempo, o setor é conhecido pela grande demanda em relação à mão de obra, nos mais diversos cargos e funções.

Os processos construtivos também afetam toda a comunidade em volta das obras. Portanto, o critério social se torna fundamental para que os impactos sejam positivos. 

Por fim, considerando seu papel no desenvolvimento do país, as boas práticas de governança corporativa se tornam importantes por tratar da ética e transparência da empresa.

Por que o assunto se tornou mais relevante?

O crescimento da aplicação do ESG no mercado se deu pela maior conscientização a respeito da sustentabilidade e sua importância para o futuro do planeta. Além do mais, o conceito ficou em evidência nas empresas devido aos impactos positivos que ela traz — com alterações nos hábitos de consumo, os clientes passaram a avaliar o posicionamento das empresas.

Com isso, a aplicação dos critérios ESG se tornou uma ferramenta para manutenção da relevância e competitividade. Em complemento, o mercado financeiro também começou a utilizar o conceito de maneira ampla — os investimentos sustentáveis passaram a ganhar espaço, atraindo investidores. Logo, houve um aumento no potencial de resultados dessas alternativas. Portanto, mais pessoas se atraem pelas opções de investimentos relacionados ao conceito ESG. 

Mão segurando símbolo de reciclagem para reforçar o ESG em construções civis.

Nesse sentido, considerando a existência de Fundos Imobiliários e de títulos de renda fixa como a Letra de Crédito Imobiliário (LCI) e o Certificado de Recebíveis Imobiliários (CRI), a relevância se estende ao setor da construção civil.

Sobre o assunto, vale destacar ainda o surgimento das green buildings — edificações planejadas para apresentar baixo impacto ambiental. Essas obras sustentáveis contam com alternativas ecológicas, como opções de energia renovável, reúso de água, uso de materiais reciclados e outras boas práticas construtivas.

Dessa forma, as empresas do setor passaram a desenvolver mais soluções voltadas ao ESG. Na prática, é quase um ciclo virtuoso, em que a atratividade do setor com a sustentabilidade faz com que ele se engaje ainda mais a aplicar essas práticas. No fim, todos se beneficiam: empresas, investidores, a sociedade e a natureza.

Quais são as principais contribuições do ESG para o setor e por que investir?

ESG é eco amigável.

Caso você ainda não tenha se convencido sobre a importância do ESG na construção civil, vale conhecer suas contribuições e benefícios. Confira a lista com as principais contribuições que o conceito pode trazer para as empresas do setor:

  • possibilidade de trazer uma influência positiva em relação à sustentabilidade para o restante da cadeia produtiva;
  • construção de relações saudáveis com a natureza pela redução no uso de resíduos e reaproveitamento de materiais;
  • criação de uma imagem mais positiva para a marca perante todo o mercado e diante do crescimento do consumo consciente;
  • possibilidade de trazer uma influência positiva em relação à sustentabilidade para o restante da cadeia produtiva;
  • melhora no desempenho financeiro, com a possibilidade de encontrar meios de reduzir custos sem prejudicar a qualidade;
  • otimização nos resultados da empresa, principalmente ao atrair mais investidores e consumidores.

Vale destacar, também, que a tendência é que o conceito ESG continue crescendo, fazendo com que as construções sustentáveis ganhem cada vez mais importância no mercado. Logo, com o tempo, a adoção dessa estratégia pode ser fundamental para se manter atuante.

Como se tornar uma empresa com foco em ESG?

Se você se interessou pelo conceito de ESG e quer aplicá-lo em suas obras, é importante saber como trilhar esse caminho. 

Se aprofunde no conceito de sustentabilidade

Antes de tudo, estude as questões de sustentabilidade com mais profundidade para entender sua relevância e identificar os impactos que sua empresa gera.

Adéque suas políticas empresariais

Depois, reveja as políticas empresariais para fazer adequações relativas às questões ambientais e sociais, com revisão de relações trabalhistas, medidas relacionadas à comunidade, entre outros. Por fim, estruture uma governança corporativa sólida, que traga maior transparência para a administração.

Reavalie seus fornecedores

Observe seus fornecedores. De nada adianta ter uma empresa que se apresenta como sustentável quando, na prática, adquire produtos e serviços de parceiros que não compartilham dessa visão. Para isso, faça pesquisas para identificar se a sustentabilidade existe apenas na aparência.

Isso nos leva a reforçar o conceito de greenwashing. Esse conceito diz respeito às estratégias empresariais que visam demonstrar a utilização de ações ecológicas e alinhadas ao meio ambiente quando isso não é verdade. Portanto, é fundamental evitar essa prática, transformando-se, de fato, em uma construtora ESG. 

Por isso, é importante verificar se os seus fornecedores adotam a estratégia, de fato, e buscar firmar contratos com alternativas que sejam mais sustentáveis. Empresas que adotam a reciclagem no seu processo produtivo e fornecem itens que são resultados desse processo, por exemplo, colaboram com a aplicação desse conceito no seu negócio.

Busque certificações e suporte profissional

Para demonstrar a adequação da empresa aos conceitos, é possível obter certificações específicas ou desenvolver políticas internas passíveis de comprovação perante o mercado. Se for o caso, considere procurar o suporte de empresas especializadas, que podem auxiliar a implementar os requisitos necessários para seguir os critérios ESG.

Viu só? Com o crescimento do foco na sustentabilidade no mercado, inclusive na construção civil, adotar o conceito ESG se torna relevante. Assim, é possível se manter competitivo e beneficiar tanto a gestão quanto os resultados da empresa. Tudo isso, enquanto colabora com o desenvolvimento de uma sociedade mais saudável e preservando o meio ambiente.

Gostou de aprender mais sobre o tema? Se você achou o post interessante, aproveite e compartilhe-o em suas redes sociais para que mais pessoas conheçam a importância do ESG!

  • Santa Luzia Brasil BRA
  • United States USA
  • Santa Luzia Europa Europa
  • Blog Santa Luzia USA
  • Youtube Santa Luzia
  • Facebook Santa Luzia
  • Instagram Santa Luzia

    SUSTENTABILIDADE POR PRINCÍPIO

  • Santa Luzia - Green Building Council
  • Santa Luzia - Green Building Council Brasil
pt_BRPT_BR