Projeto pet-friendly: como adequar ambientes para a presença animal?

Projeto pet-friendly em casa

Ao desenvolver projetos, a sua empresa alinha eles ao conceito pet-friendly? Nos últimos anos, os cuidados com os animais têm apresentado crescimento — por exemplo, o mercado pet teve um aumento de cerca de 20% em 2020*. Isso é resultado das ações dos donos, cada vez mais preocupados com o bem-estar dos bichinhos.

O motivo é simples: eles fazem parte das famílias e podem proporcionar inúmeros benefícios para o cenário familiar. Por isso, os ambientes precisam ser adequados para que os animais possam viver com conforto, enquanto o imóvel e a mobília são protegidos.

Quer saber como isso é possível? Então continue com a gente e confira as principais dicas para criar um projeto pet-friendly!

Crie áreas adequadas às necessidades dos pets

Para começar, é preciso avaliar quais são as necessidades dos pets para garantir que o projeto tenha espaços adequados para eles. Por exemplo, em uma casa com cachorro, é comum que seja necessário um quintal. Já com os gatos, as redes costumam ser importantes e os muros podem ser pensados para evitar fugas.

Além disso, é preciso considerar o local onde o pet vai dormir — cada dono tem uma rotina sobre os espaços em que o animal deve permanecer. Outro ponto essencial é a circulação de ar nos ambientes, que terá duas finalidades essenciais para o bem-estar do animal e da família.

A primeira é evitar desconfortos ou excesso de calor no pet, que podem surgir diante da falta de ventilação, por exemplo. A segunda é ajudar a lidar com os odores que tendem a aparecer com o tempo, especialmente entre as datas de banho ou a limpeza dos espaços em que fazem as suas necessidades.

Por fim, verifique se é necessário fazer o isolamento acústico. Em alguns casos, reforçar esse conceito no projeto pode ser importante para evitar reclamações de vizinhos e trazer menos preocupações aos donos.

Facilite a circulação do animal nos ambientes

Também é interessante pensar na circulação do animal pelo imóvel — sempre conforme as solicitações dos clientes. Por exemplo, quando o pet pode acessar a casa normalmente, mas faz as suas necessidades no quintal, vale a pena pensar em formas de liberar o acesso a qualquer momento.

Projeto pet-friendly em decoração para quem gosta de animais. Temos um cachorro beagle em cima de um sofá, com almofadas e brinquedos.

Existem modelos de portinholas que podem ser incluídas nas portas sem prejudicar o design ou a segurança. Nos apartamentos com varanda, a dica também pode ser adaptada. Inclusive, essa prática ajuda a evitar que o animal fique isolado ou confinado por longos períodos, especialmente quando os tutores não estão em casa.

Conte com acabamentos que proporcionem maior proteção

Além de focar no desenvolvimento da estrutura e de um projeto decorativo acessível, é preciso ter atenção aos acabamentos utilizados. Quem tem animais de estimação tem demandas específicas que surgem devido à rotina dos pets. Nesse caso, vale focar em materiais que:

  • sejam de fácil limpeza e manutenção;
  • lidem bem com umidade, não estufem e não mofem;
  • tenham resistência aos riscos;
  • contem com uma textura leve e que ajuda a evitar escorregões.

Considerando os riscos relacionados à urina dos pets fora dos locais ensinados pelos tutores, também é importante avaliar a absorção dos revestimentos e acabamentos. O ideal é que eles não consigam absorver líquidos para evitar o mau-cheiro de maneira prolongada no ambiente.

Em relação aos móveis, também existem dicas que podem ser adotadas em um projeto de interiores. Por exemplo, em peças que contam com tecidos, como os sofás, dê preferência para alternativas impermeabilizadas, de fácil limpeza e que evitem manchas. Ademais, objetos frágeis devem estar fora do alcance dos pets.

Tenha um fornecedor de qualidade

Para facilitar a adoção das outras práticas, vale ter atenção aos diferenciais do fornecedor e de seus produtos. Na Santa Luzia, você encontra alternativas com características sustentáveis e versáteis, com diversas opções que podem se adequar às necessidades de um projeto pet-friendly.

Pronto! Embora possa parecer desafiador pensar em projetos diferenciados para receber os animais de estimação, essa é uma prática importante para as construtoras. Por isso, vale a pena seguir essas dicas e conseguir adotar uma postura pet-friendly ao atender seus clientes.

Que tal começar a colocar as dicas em prática? Acesse o nosso site e veja como a Santa Luzia pode auxiliar na execução de seus projetos com produtos de alta qualidade!

*Fonte

  • Santa Luzia Brasil BRA
  • United States USA
  • Santa Luzia Europa Europa
  • Blog Santa Luzia USA
  • Youtube Santa Luzia
  • Facebook Santa Luzia
  • Instagram Santa Luzia

    SUSTENTABILIDADE POR PRINCÍPIO

  • Santa Luzia - Green Building Council
  • Santa Luzia - Green Building Council Brasil
pt_BRPT_BR