FÓRUM SETORIAL DOS PLÁSTICOS

POR UM MAR LIMPO
Plastivida - Objetivos 02

Manual Perda Zero de Pellets

O debate sobre resíduos nos mares tem ganhado cada vez mais visibilidade em todo o mundo. Esta situação requer o engajamento da sociedade para propor mudanças relevantes que ajudarão a mudar esse panorama. Por meio de estudos científicos, observamos que esta questão está diretamente ligada à gestão dos resíduos sólidos urbanos e ao saneamento básico. Quanto menos estruturada for a gestão, maior é o impacto causado aos ambientes marinhos. A questão é ampla e complexa, com desafios ambientais, econômicos e sociais que não podem ser resolvidos por uma única entidade, setor ou governo. Com este cenário, a Plastivida propôs a criação do FÓRUM SETORIAL DOS PLÁSTICOS – POR UM MAR LIMPO, que tem o objetivo de alavancar o desenvolvimento de discussões intra e extra setor plástico, articular ações de enfrentamento da questão dos resíduos nos mares e, dessa forma, configurar um movimento proativo da cadeia produtiva dos plásticos.

A Plastivida é o instituto socioambiental dos plásticos e atua de maneira colaborativa, por meio da educação ambiental, para disseminar informações precisas e científicas sobre os plásticos – suas propriedades, aplicações, reciclabilidade, além do uso responsável e descarte adequado – a fim de contribuir com o desenvolvimento social e ambiental. A Santa Luzia é participante ativa do instituto através do  Comitê de EPS – Juntos somos mais sustentáveis.

plastivida

Em 2012 a Plastivida firmou um convênio o IOUSP (Instituto Socioambiental do Plástico e o Laboratório de Manejo, Ecologia e Conservação Marinha do Instituto Oceanográfico da Universidade de São Paulo), para estruturar um projeto técnico-científico, com o objetivo de compreender a origem e a composição do lixo encontrado nos mares e, no momento seguinte, traçar metas para a mitigação desse problema. A partir das conclusões obtidas com esses estudos, foi formado o Fórum Setorial dos Plásticos – Por Um Mar Limpo, do qual fazem parte empresas e instituições com o objetivo de articular diversos setores da sociedade e propor ações para mitigar esse problema de grandeza mundial. Com ações que envolvem públicos diversos – a população, as indústrias e o poder público – o Fórum tem atuado em níveis nacional e internacional, com o objetivo de contribuir com a mudança desse cenário. São signatários do Fórum Setorial dos Plásticos – Por Um Mar Limpo, além da própria Plastivida no qual a Santa Luzia é associada ao Comitê do EPS, a Abief, Abiplast, Abiquim, Abrade, Adirplast, Braskem, Dow, Instituto Brasileiro do PVC, Simperj, Simpesc, Simplás, Simplavi, Sindiplast, Sinplast e Sinproquim.  Os signatários participaram ativamente das discussões de elaboração desse documento. A Santa Luzia está presente ativamente nas reuniões do comitê do EPS representada por Vanessa Villalta – Engenheira Ambiental e Sanitarista. É importante destacar que o amadurecimento deste trabalho técnico-científico é realizado em consonância com o Governo Federal, por meio da Gerência Costeira do Ministério do Meio Ambiente.

Plastivida - Objetivos

O manual busca atender uma das metas do Objetivo do Desenvolvimento Sustentável n°14 (ODS-14) até 2025. “Prevenir e reduzir significativamente a poluição marinha de todos os tipos, especialmente advinda de atividades terrestres, incluindo detritos marinhos e a poluição por nutrientes”.  O objetivo do Manual é auxiliar a cadeia produtiva dos plásticos, empresas transportadoras, operadores logísticos, empresas de atendimento a emergências durante o manuseio, armazenagem e transporte, entre outros, a reduzirem a perda de pellets plásticos no ambiente marinho. O documento apresenta uma análise detalhada, mapeamento e entendimento dos diferentes processos de eventuais perdas desses materiais no ambiente, considerando toda a cadeia produtiva do País e apresenta uma série de orientações para mitigar a questão. Além do viés ambiental, o manual verifica ser importante considerar que a perda de pellets por parte das empresas gera prejuízos financeiros. O professor e pesquisador Alexander Turra, do Instituto Oceanográfico da Universidade de São Paulo (IOUSP), um dos responsáveis pela elaboração do Manual, explica não existirem dados oficiais que indiquem o quanto é perdido nas operações de manipulação e transporte desses produtos. “Mas o desenvolvimento de uma metodologia que evite essa perda nas operações de rotina, apesar de não ser percebida em um curto prazo, poderá representar ganhos ambientais e econômicos no longo prazo”, afirma.

Para ser tornar um signatário entre em contato com a Plastivida através do telefone (11) 2148 4756 ou por e-mail informacoes@porummarlimpo.org.br

 Em 2002, a empresa decidiu trocar 98% da matéria-prima principal, a madeira, pela reciclagem de resíduos plásticos como o poliestireno e o poliuretano para fabricar rodapés, revestimentos, ecodecks e acessórios. Apostou também na logística reversa, incentivando o retorno de resíduos para fábrica e fechando parcerias com cooperativas de todo o Brasil (mais de 200, gerando quase 4 mil empregos indiretos). A empresa já reciclou o equivalente a 150 mil carretas de lixos de resíduos, deixando de derrubar 152 mil árvores se a matéria-prima ainda fosse totalmente madeira.

logo Santa Luzia 02

Seja um parceiro da Santa Luzia na reciclagem de EPS♻ 🌿💚
O contato pode ser feito diretamente na fábrica através do telefone 48-36511346 reciclaeps@industriasantaluzia.com.br
Wattsapp 48-99151-5592
CIC – Central de Inteligência para Compra de Matéria-Prima

Postagens Relacionadas

Deixe uma resposta


  • Santa Luzia Brasil BRA
  • United States USA
  • Santa Luzia Europa Europa
  • Blog Santa Luzia USA
  • Youtube Santa Luzia
  • Facebook Santa Luzia
  • Instagram Santa Luzia

    SUSTENTABILIDADE POR PRINCÍPIO

  • Santa Luzia - Green Building Council
  • Santa Luzia - Green Building Council Brasil
pt_BRPT_BR