Reforma de escola: conheça os benefícios e veja como fazer

Um projeto de arquitetura bem pensado é essencial para fazer uma reforma de escola adequada.

A reforma de escola é um processo importante para o bem-estar dos alunos, professores e demais profissionais. Além disso, pode ser instrumento para facilitar o aprendizado, a socialização e a formação cultural, contribuindo para o desenvolvimento dos estudantes.

Em instituições privadas, a importância é ainda maior. Quando a pessoa visita a escola, a avaliação da qualidade de ensino depende bastante do que está diante dos olhos. E a Arquitetura é um melhores caminhos para construir uma imagem mais positiva.

Neste conteúdo, explicamos quais são os benefícios e como realizar uma reforma de escola. Continue a leitura e entenda como agregar valor para os seus clientes!

A história dos projetos de arquitetura escolar

Até o fim da primeira década do século XX, as escolas não eram prédios projetados para os fins educativos. Estudava-se em casas, paróquias, imóveis comerciais e outros edifícios adaptados.

Na verdade, o início dos projetos específicos para o ensino datam aproximadamente dos anos 1910. Nesse momento, houve o aumento dos prédios escolares, que foram se adaptando aos conceitos de arquitetura que surgiram nos anos seguintes. O modernismo dos anos 30 e a arquitetura moderna dos anos 50 são exemplos.

Um ponto importante na expansão das instituições de ensino projetadas foi a criação do sistema escolar público e gratuito, em 1932. E, logo na sequência, na Constituição de 1934, a educação se tornou um direito de todos os brasileiros.

Esse processo histórico demonstra um pouco da importância dos projetos de arquitetura, construção e reforma de escolas. São edifícios que precisam ir muito além dos aspectos estéticos, considerando sempre a funcionalidade.

Os benefícios da reforma de escola

A reforma de escola é uma das atividades mais importantes para manter ou criar um estabelecimento preparado para otimizar as suas finalidades, como educação, convivência, segurança e bem-estar. Podemos citar diversos benefícios dessa prática.

Higiene e bem-estar

Os prédios podem ser trabalhados para estarem mais adequados para receberem alunos e profissionais. Limpeza, iluminação, temperatura, redução da poluição visual, ampliação de espaços… esses e muitos outros aspectos vão impactar o bem-estar das pessoas.

Organização estrutural

O ambiente escolar é pensado para ter rotinas e permitir o fácil controle do que os alunos estão fazendo. Além disso, a reforma de escola pode melhorar o aproveitamento dos espaços, ampliando a capacidade e os serviços da escola, como ambientes de salas de aula, locais de lazer, quadras esportivas, refeitórios e administração.

Acessibilidade dos alunos

A reforma de escola é um bom momento para inserir soluções de acessibilidade, por exemplo:

  • Padronizar alturas e formatos para facilitar a identificação por deficientes visuais;
  • Inserir rampas de acesso para cadeirantes;
  • Utilizar corrimãos em duas alturas;
  • Colocar placas e informações em braile.

Com isso, o ambiente escolar pode ser mais inclusivo, além de facilitar a autonomia de pais, profissionais e visitantes, que sejam pessoas com deficiência.

Acolhimento e saúde do aluno

O projeto também influencia as sensações e a saúde do aluno no ambiente escolar. É preciso que as pessoas estejam confortáveis para desempenhar seus papéis, e muito disso ocorre por uma boa arquitetura, que facilite o trabalho dos profissionais e ofereça um contexto agradável para os estudantes.

Como realizar uma reforma de escola

Cada reforma de escola será um projeto único. Isso porque, o arquiteto recebe o imóvel em condições diferentes. Pode ser necessário desde uma ampla reforma, reorganizando a estrutura interna, até questões mais pontuais, como a alteração de uma fachada ou das salas de aula.

É importante destacar alguns pontos de atenção, que são boas oportunidades para agregar valor aos projetos. Confira!

Fachada do prédio

Bancos e arborização são bons elementos para compor uma fachada de escola.

As fachadas devem ser chamativas. Ao bater o olho, qualquer pessoa precisa identificar que aquele é um ambiente ligado à educação, diferenciando-se das casas e edifícios ao redor.

A escolha dependerá da cultura da organização, ou seja, o modo de ser da instituição de ensino. Há escolas mais clássicas, inclusive, que ainda se utilizam de prédios antigos, mas também aquelas construções mais modernas em edifícios contemporâneos.

Em geral, avalie o uso de revestimentos, cores e ilustrações nos muros, portões e fachadas. Uma fachada mais colorida é importante para que o aluno tenha uma imagem da escola como um ambiente alegre e acolhedor, e não como um local para ficar “aprisionado” durante o dia.

Sala de aula

Um ambiente livre de distrações, limpo e com bom acabamento complementa a experiência do aprendizado.

Nas reformas de escola, a sala de aula traz cores mais neutras, pois a atenção deve estar nas atividades que são realizadas. No entanto, é importante ficar atento ao capricho com os detalhes, que são evidências físicas da qualidade no ensino.

As evidências físicas são elementos colocados no ambiente que tornam os serviços de bastidores ou difíceis de entender mais concretos. O exemplo mais comum é o papel higiênico dobrado do hotel, que faz o hóspede saber que o serviço de limpeza foi realizado.

Assim, quando uma sala de aula dá atenção aos detalhes — rodapés, rodateto e guarnições, por exemplo—, isso influencia em como os pais vão perceber a qualidade do ensino. Entende-se que esse cuidado com os detalhes também é tido com as aulas e demais atividades de ensino.

Sala da direção

Um revestimento de madeira com uma porta de vidro são uma combinação elegante para a sala da diretoria.

A direção também pode adotar um estilo clássico ou moderno, dependendo da cultura organizacional. É possível usar dos mesmos materiais, acabamentos e revestimentos das salas de aula, dando uniformidade ao estilo preponderante no projeto.

Na estrutura administrativa, fique atento à questão funcional. É preciso conciliar ambientes mais reservados, locais para reuniões em grupo e pontos de atendimento ao público.

Refeitório e cozinha

O refeitório precisa ser bem iluminado e fácil de limpar, conciliando isso com elementos decorativos relaxantes para proporcionar conforto no intervalo.

Os ambientes de biblioteca, refeitório e cozinha priorizam o acolhimento, conforto e funcionalidade. No entanto, podem ter algumas diferenças pontuais, que devem ser consideradas no projeto de reforma.

A cozinha é um típico ambiente de trabalho. Vale a pena, por exemplo, investir em rodapés de alumínio, que são bastante utilizados em clínicas e laboratórios, devido a fácil higienização.

Nos refeitórios, por sua vez, podemos priorizar as cores frias, pois estão ligadas a reduzir o estresse. Afinal, os alunos vêm de um esforço mental em sala de aula.

Tanto a cozinha como o refeitório devem trazer rodapés e guarnições nos portais. São ambientes que precisam ser enxergados como limpos e organizados, e os acabamentos trazem essa característica.

Biblioteca

Um ambiente que possibilite a concentração na biblioteca é o ideal.

A biblioteca é um ambiente que vem mudando com o tempo. Hoje, se busca um local mais confortável, com espaços para estudo e leitura. Usar puffs, poltronas, mesas em círculo são cada vez mais comuns.

Em relação à estética, as cantoneiras e os pisos em ripas são boas formas de deixar o ambiente mais acolhedor. Além disso, junto ao lambri nas paredes, podem deixar o local mais silencioso e adequado para o estudo.

Quadra para práticas esportivas

Quadras poliesportivas são um bom momento para apostar em cores.

As quadras esportivas são um ambiente em que o aluno quebra a rotina de sala de aula. Assim, podem usar mais cores e objetos, em vez de apostar no visual neutro e clean dos ambientes em que acontecem as aulas.

Banheiro

A decoração do banheiro depende muito da faixa etária dos alunos.

Os banheiros podem usar soluções de arquitetura que facilitem a limpeza, como os rodapés de alumínio. Priorize materiais com alta resistência, por ser um local em que os alunos estarão mais reservados da fiscalização dos profissionais da escola.

Playground

Assim como a quadra, o playground também é uma ótima oportunidade de investir em cores e formas divertidas.

Nas escolas de educação básica, o playground é um espaço de lazer e atividades educacionais bastante comum. Aqui, assim como nas quadras, procure o contraste com o estilo de sala de aula, saindo da rotina.

Como dito, o projeto de arquitetura pode variar conforme as necessidades da instituição de ensino. Porém, esses detalhes, como instalar acabamentos, dar atenção às cores do ambiente e trazer soluções funcionais, como facilitar a higienização e manutenção, são bons princípios.

Com esse norte, a reforma de escola vai impactar positivamente a qualidade de vida dos alunos e profissionais. Além disso, pode trazer novas oportunidades de negócios para as escolas privadas. Por isso, ajudam os arquitetos a agregarem valor para os projetos.

Para acompanhar outras tendências de arquitetura e decoração, assine gratuitamente o nosso newsletter e fique sempre por dentro das novidades do mercado!

  • Santa Luzia Brasil BRA
  • United States USA
  • Santa Luzia Europa Europa
  • Blog Santa Luzia USA
  • Youtube Santa Luzia
  • Facebook Santa Luzia
  • Instagram Santa Luzia

    SUSTENTABILIDADE POR PRINCÍPIO

  • Santa Luzia - Green Building Council
  • Santa Luzia - Green Building Council Brasil
pt_PTPT_PT